Veja mais produtos em: www.tagsetiquetas.com.br

Entre em Contato. Clique Aqui

Etiqueta bordada é um termo mais comumente usado para identificar o principal acessório de uma peça de vestuário. Conhecido também como etiqueta tecida, etiqueta teada, etiqueta de tear, esse produto pode ser usado de várias formas, interna ou externamente nas peças de vestuário. Etiqueta bordada também é usada em vários outros produtos, têxteis ou não.

Para obtenção de Etiqueta bordada existe uma complexidade de equipamentos e várias fases de processo de produção. Faremos abaixo um breve relato de todas as etapas para obtenção desse produto:

A matéria-prima principal para produção de Etiqueta bordada é o poliéster texturizado. Tudo começa com micro-filamentos de poliéster que são fornecidos em fardos, que para serem transformados em fio passam pelos seguintes equipamentos de grande porte: sala de abertura, cardas, passadores, maçaroqueiras, filatorios. Esse conjunto de máquinas do setor da indústria têxtil é conhecido como fiação.

Após fiação o poliéster já está na forma de fio e segue para equipamentos como enroladeiras, bobinadeiras, torcedeiras, retorcedeiras, etc... Nesse momento, recebem o processo de texturização e outros tipos de acabamento. Os fios já texturizados, são acondicionados em formatos de queijo, cone, copo, etc... Assim estão aptos a seguirem para o setor da industria têxtil, conhecido como tecelagem.

Vejam que até agora só falamos de como se fabrica a matéria-prima para fabricação de Etiqueta Bordada. Iremos falar agora do principal equipamento de fabricação de Etiqueta bordada, que é o TEAR TÊXTIL. Trata-se de um equipamento de alta complexidade, que aliado a tecnologias de ponta, disponíveis atualmente, proporcionam resultados espetaculares.

Para se viabilizar a produção de Etiqueta bordada, os fios são dispostos em dois grupos, antes de entrarem no TEAR TÊXTIL. Usa-se um equipamento auxiliar ao tear, mas fundamental, que é a urdideira seccional, que dispõe os fios no sentido longitudinal ao tear. Tem como finalidade reunir uma grande quantidade de embalagens enrolando os fios em forma de seção, dispostos um ao lado do outro, produzindo um rolo de urdume que contenha todos os fios necessários a formação do tecido que serão transformado em Etiqueta bordada, como veremos a seguir.

Então o tear é alimentado no sentido longitudinal pelos fios oriundos da urdideira, como vimos, e no sentido transversal pelos fios de trama, que são acondicionados em uma das laterais da maquina, em conjunto com um equipamento conhecido como maquineta JACQUARD, que é responsável pela elaboração dos desenhos contidos na Etiqueta bordada. Então o tear em funcionamento “tece” o tecido com as informações repetidas no sentido da largura e do comprimento do tear repetidas vezes. Esse tecido por sua vez é cortado verticalmente, por processo a quente ou ultra-sônico, formando rolos de fita. Esses rolos agora são submetidos a acabamentos finais, que podem ser: só corte, corte e vinco, dobras especiais, corte a laser. Nesse momento já estão na condição de Etiqueta bordada. Podem receber, ainda, acabamentos de autocolantes, engomagens, termo colantes, etc...
 

Veja mais imagens, clique aqui

tags etiquetas bordadas